A partir de 10 de março de 2017 os trabalhadores nascidos em janeiro, fevereiro e março começam a sacar o dinheiro das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) da Caixa Econômica Federal (CEF), conforme este calendário de saque do FGTS, que permite o saque até 31 de julho de 2017. São elegíveis ao saque do FGTS todos os trabalhadores que pediram demissão ou que foram demitidos por justa causa até o final de 2015 e que não tenham usado o saldo total remanescente em financiamento ou quitação imóveis ou por motivo de doença grave, desde que não haja divergência de dados e o empregador tenha dado baixa no sistema do fundo de garantia da Caixa. Os trabalhadores demitidos sem justa causa já têm assegurado o direito ao saque do FGTS logo após a demissão do emprego, incluído no valor o acréscimo de 40% de multa sobre o saldo do fundo.

Isso é tudo que você já leu e sabe de cor e salteado.

Entretanto, tão ou mais importante que receber o dinheiro do FGTS, é saber dar um destino adequado aos recursos. Há quem pretenda investir e há quem pretenda usar o valor obtido para pagar dívidas ou fazer compras. Muitas empresas querem os mais de R$ 30 bilhões que devem ser injetados na economia: lojas, supermercados, bancos, empresas de telefonia, água, energia ou gás, dentre outras. Em decisões impulsivas típicas de quem vê o bolso vazio ficar cheio de uma hora para a outra, o arrependimento de ter usado o dinheiro da conta inativa do FGTS sem prioridade ou sem planejamento pode ser bastante cruel.

Em pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), dos trabalhadores que fazem jus ao saque do FGTS retido, 38% vão pagar dívidas atrasadas, 34% vão pagar dívidas no dia a dia e 20% devem investir o valor pensando no futuro. Embora a maioria das pessoas não possua nem R$ 1 mil nas contas, o valor resgatado das contas inativas do FGTS será importante para aliviar a capacidade financeira no curto e médio prazo, principalmente dos endividados em cheque especial e cartão de crédito.

Queremos te ajudar a tomar a melhor decisão e criamos uma cartilha de cinco passos de utilizar de forma inteligente o saldo do FGTS da sua conta inativa e evitar arrependimentos. Só não vale deixar o dinheiro parado na conta-corrente, ok?

1. Lembrei que tenho uma dívida. Devo pagá-la agora?

Os juros de qualquer dívida são maiores que o rendimento médio de qualquer aplicação financeira. Cartões de crédito e cheque especial, cujas taxas giram em torno de 8% a 10% ao mês, ou mesmo contas de consumo, com multa de 2% e juros de 1% ao mês, aumentam de valor mais rápido que o saldo da sua aplicação.

Fazendo uma conta simples, considerando uma aplicação de 100% do CDI atrelado a SELIC de 12,25% ao ano, teríamos 0,97% ao mês de remuneração em uma excelente aplicação de baixo risco – sem descontar o imposto de renda na fonte de 15% a 22,5% do rendimento.

2. Vi uma promoção tentadora. Compro ou não compro?

Lojistas amam e planejam promoções quando há momentos em que muitas pessoas recebem dinheiro ao mesmo tempo, tais como pagamento de décimo terceiro e, agora, o saque das contas inativas do FGTS. Além disso, dia 15 de março é o Dia do Consumidor, uma data bastante atrativa às ofertas de ocasião. Então, espere muitas promoções (aparentemente) tentadoras e faça algumas perguntas a você mesmo:

  • Preciso realmente deste produto ou posso esperar?
  • Estou gastando uma parte ou todo o dinheiro recebido ao comprar este produto?
  • Há alguma outra prioridade para resolver antes desta compra?

Mobiliar uma casa com itens essenciais em falta ou se recuperar de alguma tragédia natural que causou a perda de bens duráveis são necessidades realmente imediatas. Equipamentos de trabalho, estudos ou qualificação profissional, que podem gerar um retorno a médio e longo prazo, também são uma razão justificável.

3. Decidi que preciso deste produto, tenho o dinheiro e está em oferta. Devo comprar mesmo?

O processo de compra deve ser minimamente racionalizado. Não acredite nas palavras oferta, promoção e liquidação sem ter certeza de que elas são aplicáveis ao preço do produto em questão. Enquanto as lojas visam o lucro, você deve buscar o melhor preço para o seu bolso.

“Pesquisar preços históricos do produto nos últimos 365 dias, ofertas da concorrência em sites de comparação de preços como o Buscapé e o Baixou e, caso a compra seja feita em loja física, ter em mente que muitos preços nas lojas virtuais de varejo na internet podem ser melhores é uma grande sacada para economizar”, aconselha Thiago Rodrigo Alves Carneiro, sócio do site de economia colaborativa A vida é feita de Desconto. “Nas compras à vista, presencialmente ou online, é sempre possível obter algum desconto. E, na maioria das lojas online, é sempre possível pesquisar por cupons de desconto que você pode obter gratuitamente”, completa Carneiro.

4. Quero investir para fazer um pé de meia ou me proteger de imprevistos. Por onde começar?

Deixar o dinheiro no FGTS não é uma boa opção de investimento, apesar de obter algum pequeno rendimento fixo mensal sobre o saldo do fundo.

Poupança, tesouro direto, fundos de renda fixa ou certificados e outros lastros de depósito bancário (CDB, LCA ou LCI) são opções bem melhores que o rendimento do FGTS para o consumidor que não tem dívidas, não deixando dúvidas sobre a decisão de sacar o dinheiro agora.

Conforme o valor e o prazo de utilização, você tem mais e melhores opções de diversificação e rentabilidade: a poupança tem rendimento mensal e os recursos ficam disponíveis a qualquer tempo, já os fundos de baixo risco têm rendimento e liquidez diária e podem render mais dependendo da taxa de administração e os outros lastros de depósito podem ter prazo de carência até o resgate. Até R$ 250 mil, a poupança, o CDB, o LCA e o LCI tem garantia da operação pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) em caso de problemas com a instituição.

Outra opção viável a quem tem dinheiro do FGTS a receber e já tem alguma economia investida é aproveitar o momento de crise e investir 10% a 20% do patrimônio em fundos de ações e multimercado. Em um cenário de retomada de crescimento na economia brasileira, esses fundos tendem a render mais que as aplicações de baixo risco.

5. Se bater a vontade, use uma parte do FGTS em atividades que te faça feliz.

Caso você não tenha dívidas ou nenhuma necessidade urgente de bens de consumo, investir parte dos recursos na qualidade de vida e bem estar pessoal pode ser uma boa escolha.

Há quem necessite fazer um checkup de saúde ou quem imagine que conhecer lugares e experiências novas em viagens e programações fora da rotina possam arejar a cabeça, trazer inspiração e frutos positivos.

A decisão sobre qual conselho seguir é exclusivamente do trabalhador. Entretanto, temos uma certeza: usar o dinheiro em situações que possam trazer conforto, tranquilidade e/ou qualificação duradoura é sempre uma boa escolha e uma faísca de esperança de um futuro melhor.

Calendário de Saque do FGTS

Você pode verificar no site da Caixa a existência conta inativa com saldo em seu nome e todas as perguntas frequentes sobre o assunto. E, caso exista algum dinheiro para sacar, confira abaixo o calendário conforme o seu mês de nascimento, conforme a Medida Provisória 763/2016. O prazo final para sacar o dinheiro é em 31 de julho de 2017.

  • A partir de 10 de março de 2017 – Nascidos em janeiro e fevereiro.
  • A partir de 10 de abril de 2017 – Nascidos em março, abril e maio.
  • A partir de 12 de maio de 2017 – Nascidos em junho, julho e agosto.
  • A partir de 16 de junho de 2017 – Nascidos em setembro, outubro e novembro.
  • A partir de 14 de julho de 2017 – Nascidos em dezembro.
  • 323
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    323
    Shares

Autor Thiago Rodrigo Alves Carneiro

Thiago Rodrigo Alves Carneiro, 38, é graduado em Matemática e em Estatística pela USP e sócio-proprietário de A vida é feita de Desconto. Com espírito empreendedor, usa sua inspiração para investir e criar negócios sustentáveis usando a tecnologia, a internet e uma pitada de inovação como forma de ajudar as pessoas a realizarem seus sonhos.

Mais posts por Thiago Rodrigo Alves Carneiro

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.