Tomar refrigerante é tão perigoso quanto fumar

As latas deveriam vir com rótulos de alerta sobre o perigo, iguais aos estampados nas embalagens de cigarro, segundo a Revista Super Interessante. É o que dizem alguns pesquisadores, depois de um novo estudo apontar que beber refrigerante pode causar diabetes do tipo 2.

Quem decidiu investigar a relação entre a doença e o hábito de beber refrigerante foi o pessoal do Imperial College, em Londres. Eles perguntaram a 12 mil pessoas já diagnosticadas com a doença sobre a dieta de cada um – e quantas latinhas de refrigerantes costumavam tomar por dia. Outras 16 mil pessoas, sem diabetes, também foram entrevistadas.
Perceberam uma tendência negativa: tomar 360mL de refrigerante (equivalente a uma lata) por dia aumenta em 22% o risco de ter a doença. E o problema não atinge apenas obesos. Refrigerante faz mal mesmo para pessoas com peso normal – só que nesse caso o risco de ter diabetes do tipo 2 sobe “só” 18%.

“Se existe algum item da nossa dieta que age como o tabaco, este item é o refrigerante [e outras bebidas industrializadas que vêm cheias de açúcar]”, explica Barry Popkin, da Universidade da Carolina do Norte, ao Sunday Times. “Os rótulos dessas bebidas deveriam explicitar a quantidade de açúcar e alertar que o consumo tem de ser limitado”, diz Nick Wareham, um dos autores da pesquisa.

O problema é que o refrigerante parece aumentar a resistência da insulina no organismo. Por mais que a substância esteja presente no corpo, os níveis de açúcar no sangue continuam altos, o que caracteriza a diabetes do tipo 2.

Uma alternativa aos refrigerantes “tradicionais” são os refrigerantes orgânicos, que não contém sódio ou açúcar refinado e são feitos com alimentos sem agrotóxicos, trazendo um sabor mais natural e menos nocivo à saúde, como os da marca Wewi vendidos em alguns bares de São Paulo. Entretanto este tipo de produto ainda é muito caro no Brasil.

Que perigo, não? Melhor trocar o refrigerante por um suco natural.

Fonte: http://super.abril.com.br/blogs/cienciamaluca/tomar-refrigerante-e-tao-perigoso-quanto-fumar/

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Autor Thiago Rodrigo Alves Carneiro

Thiago Rodrigo Alves Carneiro, 36, é paulistano do Campo Belo, sócio-proprietário de A vida é feita de Desconto e professor graduado em Matemática e Estatística no IME-USP.

Mais posts por Thiago Rodrigo Alves Carneiro

Deixe um comentário